os-ossos-do-rei_desfrute_a_vida

Havia um rei da Espanha que se orgulhava de seus ancestrais, e que era conhecido por sua crueldade com os mais fracos. Certa vez, estava caminhando com sua comitiva por um bosque, onde anos antes havia perdido seu pai em uma batalha. O rei encontrou de repente um homem santo remexendo uma enorme pilha de ossos.

– O que faz aí? Perguntou o rei.

– Honrada seja vossa majestade – disse o homem santo. Quando soube que o rei da Espanha vinha por aqui, resolvi recolher os ossos do vosso falecido pai para entregar-vos. Entretanto, por mais que procure, não consigo achá-los. Eles são iguais aos ossos dos camponeses, dos pobres, dos mendigos e dos escravos.

Extraído do livro Histórias para pais, filhos e netos. Paulo Coelho.
 

Essa pequena e preciosa mensagem me fez lembrar uma situação em minha vida. Quando eu era criança aprendi a jogar xadrez, uma atividade que eu gostava bastante, pois exigia de mim superação diária e muita vontade de aprender e evoluir. Eu participava de um clube de xadrez local, onde claro era o mais novo. Certo dia estava com um dos anciões do grupo e após concluirmos uma partida, quando recolhíamos as peças do jogo ele me disse uma frase que guardei para a vida toda: aprenda uma das lições mais importantes do xadrez, no final do jogo o peão e o rei voltam para a mesma caixa.

Luccas Ferreira
Luccas Ferreira
Formado na área de comunicação, pós-graduado em gestão de vendas, professor de marketing e palestrante. Faixa preta de kung fu, aprendeu nessa arte marcial milenar a disciplina e que o homem pode ultrapassar todos os seus limites físicos, mentais e espirituais, basta ter foco. Aventureiro, das 10 montanhas mais altas do Brasil já pisou em 6 delas. Aquariano, é fascinado por viagens fazendo jus ao signo. Apaixonado pela Patty.

Comments are closed.